Select Page

Disfagias Altas

Capacitação Internacional em Reabilitação de Disfagias Mecânicas e Neurogénicas

MND1/ MND2 Mechanical and Neurogenic Dysphagias | HDR 1, 2 & 3 High Dysphagias Rehabilitation

Educação contínua Capacitação Profissional

1º prazo de inscrições: 15/ JUN a 25/ JUL

Médicos, enfermeiros e fonoaudiólogos se reuniram no arredondamento, com o mesmo desejo de compreender, em conjunto, o impacto da triagem logopógica no prognóstico de pacientes com disfagia, internados ou em UTI. Em colaboração com hospitais públicos que são igualmente pioneiros, abrindo suas portas para este projeto de treinamento inovador e sem precedentes com uma visita técnica hospitalar aos terapeutas da fala, o CTRD promove agora uma mudança de paradigma na disfagia. Da mão da equipe da renomada Dra. Elisabete Carrara, uma das maiores referências neste campo no Brasil, o estudante é constantemente encorajado a vincular teoria e prática, assim aguçando o raciocínio clínico de ponta que deve ter desde a triagem e o monitoramento por meio do Blue Die Test modificado, até a melhor seleção de manobras e exercícios mais indicados em cada caso. Um treinamento de ponta, com um treinamento prático rigoroso que permite ao aluno intervir de forma autônoma e segura na disfagia. Em suma, o turno que a disfagia em Portugal precisava!

Resumo do programa 

MND1/ MND2

Deglutição

• Anatomofisiologia da deglutição orofaríngea
• Controle neurológico da deglutição
• Atualização dos conceitos de normalidade da deglutição e sua modificação nos diferentes ciclos de vida
– início da fase faríngea
– penetração e aspiração
– a estase
– deglutição e envelhecimento
– coordenação da respiração e deglutição
• O impacto da consistência, volume, viscosidade e temperatura da dieta na fisiologia da deglutição orofaríngea

Disfagia

• Conceito e classificação
• fisiopatologia
• Estase, penetração e aspiração
• Triagem da disfagia orofaríngea

Avaliação clínica da deglutição

• Anamnese e avaliação clínica
• Avaliação clínica na internação e na UTI
• O teste de corante azul modificado
• Avaliação do paciente traqueostomizado
• ausculta cervical
• Confiabilidade de ensaios clínicos
• Quando indicar a avaliação instrumental
• Padrão de ouro: o que é e por quê?
• Os parâmetros que definem os comportamentos de prescrição oral:
– quais são
– quando indicar ou suspender rotas alternativas de alimentação
– como definir a melhor prescrição de consistência para alimentação oral
• Aspiração versus risco de complicações respiratórias: o raciocínio clínico dessa relação
• A frequência da fonoterapia

Avaliação instrumental da deglutição

• Videofluoroscopia e FEES (avaliação endoscópica por fibra óptica da deglutição):
– quando indicar
– aparelhos e procedimentos necessários para a sua realização
– o papel do fonoaudiólogo
– protocolos internacionais utilizados para avaliação objetiva
– modificações e manobras mais indicadas: o que e porquê
– como fazer o relatório desses testes
– como interpretar as descobertas e definir o comportamento terapêutico
– as vantagens e desvantagens de cada avaliação instrumental

Nota: A observação do desempenho da triagem logopédica durante a visita técnica estará condicionada ao número de pacientes internados com sintomas de disfagia em hospitais que colaboram com a CTRD Health & Education na Espanha e em Portugal.

 

Objetivos desta Capacitação Internacional

Objetivos gerais 

– Treinar os alunos para a intervenção clínica e hospitalar em disfagia alta através de atividades pedagógicas que lhes permitam aguçar sua visão clínica e raciocínio ao longo da formação profissional, adquirindo todo o conhecimento e habilidades necessárias para atuar de forma autônoma e segura neste campo.

– Inserir o aluno no contexto clínico-hospitalar de disfagia alta, desde os conceitos até os procedimentos terapêuticos descritos na literatura internacional mais recente e através do intercâmbio multidisciplinar proporcionado pela presença e participação de médicos, enfermeiros e outros profissionais de saúde da comunidade. hospitais públicos que colaboram com o CTRD no curso.

Objetivos específicos 

• Apresentar ao aluno o modelo brasileiro de intervenção fonoaudiológica em disfagia alta e capacitá-lo a atuar nesse campo com base nesses fundamentos teórico-práticos;
• Atualizar e fornecer ao aluno os conhecimentos e avanços fisiológicos não só da deglutição normal, mas também de sua modificação nos diferentes ciclos de vida;
• Familiarizar o aluno com o ambiente hospitalar, desde a rotina e protocolos médicos até os procedimentos básicos que o fonoaudiólogo deve conhecer para realizar com o paciente internado por disfagia alta;
• Submeter o aluno a um exaustivo treinamento teórico-prático, aprofundando-se ao mais alto nível técnico-científico, no que diz respeito a todas as orientações sobre comportamento clínico, relato e trabalho em equipe;
• Afinar o raciocínio clínico amplo e de ponta que o aluno deve ter para intervir em disfagia alta, desde a avaliação até a seleção de técnicas, manobras e exercícios de reabilitação fonoaudiológica;
• Capacitar o aluno para analisar e interpretar os resultados dos diferentes testes diagnósticos que o fonoaudiólogo precisa solicitar e receber dos médicos para atuar com eficácia clínica nesse campo;
• Apresentar, discutir e praticar a seleção e execução de diferentes estratégias terapêuticas utilizadas na reabilitação de disfagia alta, correlacionando-as com a clínica e o impacto funcional em cada um dos casos apresentados pela equipe da Dra. Elisabete Carrara;
• Preparar o aluno para a aplicação prática e imediata de todo o conhecimento aprendido, tanto no contexto da prevenção, como na intervenção terapêutica, nos diferentes tipos de disfagias altas
.

Destinatários

Profissionais e estudantes do último ano do curso de Fonoaudiologia (BR),  Logopedia (ES), Terapia da Fala (PT) y Speech-Pathology (UK/ UAE).

Elisabete Carrara

Professora

Elisabete Carrara tem um grau em Audiologia pela Escola Paulista de Medicina da Universidade Federal de São Paulo (EPM-UNIFESP / Brasil), especialista em fissuras lábio leporino e deformidades maxilofaciais pelo Hospital dos Defeitos da face (Brasil) e especialista em Fonoaudiologia, bem como em Motricidade Oral pelo Conselho Federal de Fonoaudiologia (Colégio Oficial de Fonoaudiólogos). Além disso, é Mestre em Distúrbios da Comunicação Humana e PhD em neurociência da Escola Paulista de Medicina da Universidade Federal de São Paulo (EPM-UNIFESP / Brasil). É fonoaudióloga clínica e diretora do Centro de Fonoaudiologia do Hospital A.C. Camargo (Brasil), instituição onde também é coordenadora dos Cursos de Especialização em Disfagia e Motricidade Oral em Oncologia. Ela está guiando o Programa de Pós-Graduação em Oncologia da Fundação Antônio Prudente (Brasil), professora do Curso de Fonoaudiologia do Centro Universitário São Camilo (Brasil) e professora do Centro de Especialização em Audiologia Clínica (CEFAC / Brasil). Foi escokhida como Full Member da Dysphagia Research Society (DRS / EUA), e já por duas vezes, o “Destaque na voz” da Sociedade Brasileira de Audiologia (SBFA / Brasil). Ela é a autora dos livros “Reabilitação fonoaudiológica pós-tratamento do cancro de cabeça e pescoço” e “Tratado da deglutição e disfagia em adultos e crianças“. Ela publicou 24 capítulos de livros e cerca de 30 artigos científicos, nacional e internacionalmente. Ela participou como palestrante em mais de 300 palestras, conferências e cursos, nacionais e internacionais. Ela está guiando a conclusão do grau de trabalho, dissertações de mestrado e teses de doutorado e participa como membro dos tribunais de tese e oposições, bem como o conselho editorial de várias revistas científicas. Possui diversos trabalhos premiados nacional e internacionalmente e é uma das maiores referências na reabilitação da disfagia no Brasil.

Inscrições: info@fonocenter.org

Madrid

Oviedo

 

Opções de pagamento:

Pagamento único mediante transferência bancária:

1ª prazo de inscrições: 1.155,00 €
2ª prazo de inscrições: 1.305,00 €

1º prazo de inscrições: 15/ JUN a 25/ JUL | 2º prazo de inscrições: 26/ JUL a 10/ SET


Pagamento faseado mediante transferência bancária: 2, 3, ou 4 X

1º prazo de inscrições:

2 X 602,50 € (Total = 1.205,00 €)
3 X 418,35 € (Total = 1.255,05 €)
4 X 326,25 € (Total = 1.305,00 €)

2º prazo de inscrições:

2 X de 677,50 € (Total = 1.355,00 €)
3 X de 468,35 € (Total = 1.405,05 €)
4 X de 363,75 € (Total = 1.455,00 €)

1º prazo de inscrições: 15/ JUN a 25/ JUL | 2º prazo de inscrições: 26/ JUL a 10/ SET


O que inclui a inscrição:

  • 16 horas de treino
  • Certificado SIGO (DGERT)
  • Material de apoio do curso
  • Material utilizado na prática
  • Coffee-breaks

Metodologia

Os Cursos de Formação Profissional CTRD baseiam-se numa metodologia expositiva e activa para aprofundar as competências das competências teórico-práticas ao mais alto nível técnico-científico nas suas áreas de ensino. A nota final do aluno será dada por meio da soma do grau de uma prova escrita que será feita na segunda e última sessão do curso (com peso ponderado de 80%), e da nota correspondente à participação (com um peso ponderado de 20%).

Forma de organização do treino: no local

Modalidade de Formação: Contínua

Idioma:

Versão original (VO): Português

Tradução consecutiva (TC): Espanhol

Contexto

Em teoria, a disfagia não é uma doença. Por definição, disfagia é um sintoma ou sequela de um comprometimento neurológico ou base estrutural cujas consequências de problemas emocionais e isolamento social, a desnutrição, desidratação, pneumonia e morte por asfixia. Na prática, no entanto, tal é a diversidade de evolução e manifestações clínicas da disfagia muitos especialistas em neuro-reabilitação em todo o mundo estão começando a sugerir que ele tem sob o status de fato uma patologia de engolir .

Desde as primeiras manifestações clínicas da alta disfagia em pacientes internados nas mais variadas especialidades em um hospital até sua reabilitação, o papel do fonoaudiólogo é, sem dúvida, essencial e estranho. No entanto, na Espanha, esses pacientes ainda não têm a possibilidade de avaliação logopedia em todos os hospitais do país. Ainda hoje, apesar de toda a especificidade da clínica e funcional que a triagem terapia único discurso podem ter critérios, a avaliação das primeiras manifestações clínicas da disfagia em Espanha continua a outros profissionais de saúde, com todos os riscos e consequências que podem tem para o paciente.

Atento a todo este contexto e notoriamente conhecido por promover diversas mudanças de paradigma na intervenção fonoaudiológica no país, o diretor visionário do CTRD leva agora ao renomado Hospital Universitário Infanta Leonor o mesmo desenho de formação profissional responsável por ter introduzido o rastreio logopédico em doentes internados e em UCI no serviço público de saúde português. Através de visitas técnicas hospitalares magistralmente conduzidas pela equipe de “Bete Carrara”, uma das principais referências em clínica e pesquisa nesse campo no Brasil, Aline Braga mais uma vez coloca CTRD e fonoaudiólogos na vanguarda da profissão. Em outras palavras, o modelo brasileiro de intervenção fonoaudiológica, um dos mais importantes do mundo, mais uma vez disponível para todos os fonoaudiólogos.

Capacitación Internacional MND1/ MND2 ESP - Disfagias Altas

  • Datos del alumno

  • Documentación para validar la inscripción

  • Adjuntos
  • Adjuntos
  • Adjuntos
  • Datos de pago y facturación

  • Pago

  • Preço: 325,00 €
    1º periodo de inscripciones: 325,00 € (hasta 27/ DIC) ||| 2º periodo de inscripciones: 345,00 € (a partir del 28/ DIC)
  • 0,00 €
  • IBAN: PT50 0269 0319 0020 2532 0591 8 | Concepto de la transferencia: NOMBRE + 1º APELLIDO + MND12ES CONVEXTRA
  • Este campo é para efeitos de validação e deve ser mantido inalterado.

Grupo Fono Center                           CTRD Saúde & Educação
CTRD Sanidad & Educación
CTRD Health & Education

Rua Nossa Senhora de Fátima, nº 382, 3D
4050-426 Porto                                   Portugal